segunda-feira, 15 de junho de 2015

Os 5 melhores filmes de super-heróis entre 2011 e 2015

O quinquênio mais difícil até aqui, o com mais filmes, e filmes incrivelmente bons, sinto por deixar de fora O Homem de Aço, o Primeiro Vingador e Primeira Classe. Até pra selecionar a ordem senti dificuldade, pois considero e vejo imensas qualidades em todos. Posso estar me equivocando (E espero estar) pois ainda faltam mais dois filmes estrearem, caso aconteça de Homem-Formiga ou Quarteto Fantástico serem ótimas surpresas irei rever está lista.

5 – X-men: Dias de Um Futuro Esquecido (2014)


Difícil escolher entre este e First Class, o que me faz preferir esse são: O Wolverine finalmente ser o Wolverine relax como deveria ter sido sempre e não aquele chorão que foi representado nos outros filmes. O Magneto usar um puta uniforme e levantar um estádio, a dinâmica do grupo no futuro contra os Sentinelas, a Mística voltar a lutar como uma ninja, a cena do Mercúrio que compete com a do Noturno, o cabelo ostentação do Professor X e principalmente “concertar” todos os furos da franquia e assim permitir novos rumos pra série.



4 – Guardiões da Galáxia (2014)

Meu único arrependimento com esse filme foi tê-lo trocado pra ver Planeta dos Macacos: O Confronto e depois ficar adiando até que ele saísse de cartaz. Ou seja tive que esperar lançar o DVD para eu baixa-lo. (Não faça isso jovem). E pra minha surpresa o filme é tudo aquilo que comentavam. Divertido pra caralho. Relacionam ele com Star Wars, mas acho que ele tem mais do novo Star Trek, desde de a Zoe Saldana interpretando duas personagens fortes nas franquias, como o sarcasmo e a irresponsabilidade de Peter Quill que conversa com o de Kirk. Guardiões é o mais surtado trabalho da Marvel até aqui.

3 – Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012)

Nada de mimimi, de todos os finais de trilogia que já ouve TDKR é o melhor, o que mais respeita os anteriores e o mais emocionante. Apesar da edição massiva e da preguiça da Marion Cotillard, vemos um Bane perigoso que luta decentemente com o Batman e principalmente ta ali pra fazer o que fez nas HQs, quebra-lo, numa das mais fiéis cenas já feitas. A Mulher-Gato da Anne Hathaway é a mais linda, mais fiel tanto física e psicologicamente e não uma pirada que só da mortal. A lição que Alfred da a seu patrão é de fazer os olhos suarem. E Bruce se encontra pra depois desaparecer definitivamente deixando sua memória, um possível sucessor ao povo de Gotham e um final mais que satisfatório pra série.

2 – Os Vingadores (2012)

Como já disse na minha análise do filme, a força dele está em não ter vergonha em ser o filme de quadrinhos. O acerto foi ter contratado Joss Whedon, expert em super-heróis e equipes, pra roteirizar e dirigi-lo, Vingadores explode com tudo e mostra que dá pra se fazer uma mega franquia partindo de outros bem sucedidos filmes.

1 – Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014)

Ok, eu realmente não me importo quando um filme de quadrinhos é quadrinhos, mas sempre vou preferir aqueles calcados na realidade, O Soldado Invernal parte de um filme incrivelmente fantástico e coloca seus personagens no mundo real como se eles não precisassem desse prequel. Lutas coreografadas e filmadas de forma esplendida, o vilão principal até aparece pouco em relação aos filmes tradicionais, mas isso não afeta a ameaça que ele representa, ao contrário atiça mais e ainda “ganha” a batalha final. Piadas no time certo, uma paleta de cores, uma trilha sonora e um Q de espionagem colocam o filme pau a pau com Homem de Ferro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário